Casa da Criança de Tires – Casa de Acolhimento Residencial

Há alturas em que sentimos dor no corpo…

Noutras vezes é por dentro que nos dói e isso vê-se.. As crianças que acolhemos apresentam um quadro curiosamente contraditório. Por um lado conseguem ser bastante sedutoras, conseguindo muitas vezes o que querem… São extremamente simpáticas, afetuosas e parecem fazer rapidamente um bom contacto. Não se mostram tímidas, nem ansiosas na vivência quotidiana, são geralmente saudáveis, limpas arrumadas e organizadas. São frequentemente generosas e gentis com as crianças mais pequenas, especialmente uma criança em particular a quem protegem ou atacam.

Por outro lado, e num contraste impressionante, podem tornar-se ferozmente hostis, especialmente com um adulto com quem tenham sido simpáticas. Passam rapidamente, e sem razão aparente, por raivas súbitas, de pânico, em que batem e destroem tudo à sua volta…

É bem verdade que podemos aprender grandes lições através de pequenas contrariedades, também é verdade que se fossemos protegidos de todos os perigos nunca nos atreveríamos a andar de bicicleta, nem a andar de patins em linha… mas os perigos que enfrentámos deixaram-nos confusos, abalados… e então choramos, fazemos birras, batemos… enfim estamos a aprender a gerir as nossas emoções mais difíceis… Mas também a aceitar as coisas boas que a vida nos dá!

Casa da Criança de Tires

(Filipe Amorim / Global Imagens)

%d bloggers like this: